Friday, May 11, 2012

Recomeçar

Há muito não escrevo aqui... mas não pensem que é por não pensar. Talvez, seja por estar pensando demais.
Submergida não apenas em projetos e problemas pessoais, o corre-corre de uma vida "desesperada" tem me consumido não apenas o tempo, mas também a disposição pra escrever. Acho que eu gostaria de um leitor de pensamento que transcrevesse tudo o que se passa aqui nessa mente que só pensa em nada enquanto pensa em tudo o tempo todo - hiperatividade mental?! o.O
Enfim, poderia falar de mil coisas, mas quero falar do nosso drama pessoal na busca pelo par, nos desencontros, na dificuldade do desapego e no medo de seguir em frente.

Primeiro de tudo, vale comentar que tá difícil pra todo mundo: homens e mulheres. Especialmente para aqueles que já alcançaram a maturidade de querer apenas um alguém, estão naquele momento em que tudo o que se quer é constituir uma família e levar uma vida pacata e feliz. Os valores estão cada vez mais invertidos, depreciados, subvertidos. Logo, quem ainda guarda o seu, acaba sendo incompreendido e, às vezes, até ridicularizado por uma maioria de cabeças ocas!
Há aqueles que, já com seus pares, vêem-se em um momento diferente, onde as expectativas do outro não condizem com as suas. Alguns prolongam o sofrimento, insistem em bater numa parede esperando que ela vire uma porta (parafraseando Coco Chanel). É muito difícil deixar passar. Às vezes, queremos que passe num momento, e no momento seguinte tentamos agarrar novamente o que pensávamos querer deixar passar. Pode dar certo... ou não.
Sou meio bruta: prefiro que se foi, já era. A gente sofre logo, supera logo e segue em frente. Afinal, tentar colar cristal não dá um bom resultado, saca?! Se pôr água, vai vazar. E qualquer um que olhar saberá que foi quebrado: nunca que a colagem ficará tão perfeita quanto o vaso era antes da queda.
Seguir em frente é sempre difícil. Lembro-me que quando terminava um namoro, tinha preguiça (sim, PRE-GUI-ÇA) de começar de novo. Ah, conhecer a pessoa, apresentar família, amigos... que porre! (#jugigantefacts! rs*) Mas, um dia, percebi que era melhor seguir em frente que patinar na vida. Sempre pensava o que bem disse Jorge Vercilo em uma de suas músicas: "[... ] meus amores de antes, todos tornaram-se pontes [...]". Sim, porque sempre leva-se algo de uma relação, por mais traumática que seja. Não é possível que não se aprenda nada, afinal, a vida muda. Certamente, você não é 100% a mesma pessoa que era antes de conhecer aquela pessoa. Igualmente, não será 100% a mesma pessoa que era antes, nem durante o relacionamento, depois que esta pessoa se for. Sinceramente, espero que você seja melhor.
Aprendi que é necessário se amar antes de amar o outro. Observe as sábias palavras de Cristo: "amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo COMO A TI MESMO". Demorei pra aprender, quebrei muito a cara, mas valeu a pena. Pessoas boas foram deixadas pra trás. Cada uma cumpriu a sua missão em minha vida, e eu espero ter cumprido a minha na vida delas. Saliento ainda, que quando falo em relação/relacionamento aqui, não me refiro apenas a namoro, mas a todas as relações/relacionamentos que construímos ao longo da vida. Ao amigo da faculdade, ao primo que foi mais próximo que um irmão, ao colega de trabalho... todos que passam por nossa vida, de fato, deixam e levam alguma coisa (Charles Chaplin), não seja leviano, seja humano! ;)

#ficaadica.

Boa noite!

Thursday, January 5, 2012

Final de 2007...

Essa vida é impressionantemente engraçada. E eu sou patética!
Extremamente introspectiva e de boa memória, revivo momentos antigos, ao ver fotos não-relacionadas de uma certa época.
Explico: recebi um e-mail de atualização de fotos no álbum do Fusca Club no Picasa. São fotos de 2007, final de ano. Eu já conhecia o Caio, mas três motivos qualificavam minha indiferença a ele: 1) namorava; 2) gordíssimo; 3) o Fusca.
Meu momento era outro: tinha encontrado o homem da minha vida que era ex-noivo d'uma mina super bacana. Namorei com ele 6 dias e percebi que a mulher da vida dele era ela (DEVOLVI).
Tinha 21 anos, trabalhava na ALu, terminava o segundo semestre na FATEC e acabara de comprar meu primeiro carro (o Ford KA, Ted).
Nem sonhava, mas em 3 (três) meses embarcaria para a Espanha em minha primeira viagem de avião. Não tinha passaporte, não tinha perspectivas, tinha tudo e nada ao mesmo tempo. Estava insatisfeita, precisava de algo novo... Meu Deus, como eu sou estranha!
Sim, eu viajei no tempo vendo fotos de pessoas que eu nunca vi! (A grande maioria, pelo menos.)..., e resgatei lembranças de um tempo ao qual sobrevivi apenas.
A vida é incrível... ah, se eu tivesse disposição pra escrever um livro. rs*


Vamo trabalhar que dinheiro não dá em árvore, né?! FUI!

Wednesday, December 14, 2011

...

Situações que não diz
Sensações que não quis
Coração que aquece e parece...

Parece bobo,
Parece infantil,
Parece animado
E num instante partiu.

Partiu pra viver,
Foi ali pra ver.
Nada enxergou,
Apenas o ser:

Ser imponente,
Ser interessante,
Ser importante pelo simples ser!

(by JuGigante)


***

Tuesday, October 25, 2011

Você pode ouvir?

Bombardeados diária e intensamente por atualizações, palavras, imagens e sons diversos, muitas vezes, é difícil assimilar a mensagem.
Ouvi dizer que "todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus" (Rom 8:28) e, às vezes, é tanta coisa boa e ruim acontecendo ao mesmo tempo, que se a gente não se atenta, sofre só o lado ruim sem nem perceber a existência do que é bom. Vem à calhar aquele velho ditado: "Deus dá o frio conforme o cobertor", porque tendo Ele permitido a luta, nos dá também o escape, o refúgio, a salvação.
Só tenho a dizer que Deus é maravilhoso. Porque enquanto há lágrimas que correm o meu rosto, Ele trabalha por mim. Enquanto, à noite, o sono não vem, Ele trabalha por mim. Enquanto eu silencio e meu corpo padece, Ele trabalha por mim. E eu não sei o que está por vir, mas sei que será bom, perfeito e agradável como tudo o que Deus faz. Não que eu o mereça... não que eu seja alguém... simplesmente Ele me vê e me ama muito além do que eu posso entender.
Mas voltando a falar sobre os devaneios, tolices e chatices da vida cibernética, nestes dias em que tenho estado 80% on, percebi o quanto somos todos carentes, bipolares e interdependentes. É incrível como com um olhar um pouco mais atento, pode-se ouvir a voz de Deus através das pessoas e suas formas de expressão. Impressiona ver os "moods" convergentes de pessoas que não têm sequer um amigo em comum. E é na dor do outro que você se apóia, é na sua força que o outro renasce, é na queixa daquele que você nunca vê on que você se encontra, e etc., etc. e tal...
E foi aí que eu vi o cuidado de Deus. Foi neste momento em que eu ouvi a Sua voz. Foi então que o nada que eu entendia e o tudo em que eu pensava se encaixaram e, por um momento, estive livre. Livre para ouvir a voz de Deus.
Quis escrever, compartilhar e não sei ao certo quantos dirão que estou dopada, nem se alguns me levarão a sério. Mas se apenas uma pessoa ler e entender, se um trechinho daqui tocar o coração de alguém (talvez o seu), já valeu a pena.

Tenha uma noite agradável... tenha uma vida feliz. :]


*

Saturday, October 22, 2011

20 dias de agonia...

... e depois de todo esse tempo, vimos uma luz no fim do túnel. Testemunhas deram informações de terem visto o carro circulando em São Bernardo do Campo esta semana, o que nos encheu de esperança novamente. Por isso, contamos mais uma vez com a divulgação, o apoio e a solidariedade de todos que imaginam a dor de perder um bem conquistado e cuidado com tanto carinho e dedicação.



Como já comentamos, é um veículo de exposição, que estava sempre em encontros e eventos do meio. Pertence ao meu namorado desde de dezembro de 2006 e temos por ele muito apreço, assim que queremos muito recuperá-lo, preferencialmente, inteiro. Para isso, dependemos de informações e ações rápidas!

Caso vejam este fusca 69, verde folha, em qualquer lugar, não hesitem em acionar a polícia e/ou nos contatar. Acreditamos que as placas tenham sido trocadas, mas estejamos atentos, é um veículo que chama à atenção.

Agradecemos a todos que nos têm ajudado e, otimistas, desejamos que o desfecho dessa história seja encontrar o carro muito em breve e compartilhar nossa alegria com vocês! ;)

#oremos



Monday, October 3, 2011

Fusca 69 furtado em São Bernardo do Campo em 02/10/2011



A última vez que o vimos, foi por volta das 21h20. Às 22h, o carro já não estava. Segundo informações, o fusca foi visto sendo puxado por outro veículo na Av. Maria Servidei Demarchi, próximo à passarela da Volks/Posto Shell/Rua Miro Vetorazo sentido bairro/Imigrantes (o carro tinha segredo, provavelmente não conseguiram ligar).
Veículo de exposição, sócio do Fusca Clube ABC (adesivo grande no vidro traseiro), tinha bagageiro de época, faróis de milha amarelos, rodas cromadas porsche 356. Placa de São Paulo CGF-8640.

Se souber de algo, alguém que possa ajudar, qualquer coisa, por favor, entre em contato. Veículo de grande valor sentimental, estamos esperançosos de que vamos encontrá-lo. Toda ajuda é válida, repasse principalmente a contatos que acredite ser úteis (via rádio, telefone, e-mail, redes sociais, qualquer meio).

Obrigada!

Sunday, September 11, 2011

Seu Maior Talento: Articulador

Juliana Fernandes Gigante

Este Talento tem a capacidade de encorajar relacionamentos. Ele se sente inteiramente à vontade para estabelecer conexões entre as pessoas. Ao saber que alguém sabe fazer alguma coisa e que uma outra pessoa pode ajudá-lo ou precisa daquele tipo de serviço, imediatamente estabelece o contato com a maior facilidade, sem buscar o menor ganho com isso. Na verdade ele já está profundamente satisfeito com o que realizou. Ajudou duas pessoas ao mesmo tempo. Apesar de confiar nas pessoas, ele entende que tudo precisa estar dentro dos conformes. Para ele é fácil fazer amizades, mas dará preferência para pessoas calmas que atendam a um bom padrão técnico. Ele não teme a aproximação, a intimidade depois de fazer alguns contatos. É confiante e entusiasmado e passa isto para as pessoas. É obsequioso e despretensioso. Este Talento gosta de ajudar e é capaz de ir até o fim naquilo a que se propôs.